A “Anunciação” é um mural com uma miríade de detalhes e detalhes dentro dos detalhes; a cena trai o interesse de Pinturicchio pelos afrescos clássicos e o apreço que tinha por naturezas mortas. Engenhoso, incluiu, na parede à direita, seu próprio retrato, como uma pintura dentro da pintura.

Pinturicchio, cujo verdadeiro nome era Bernardino di Betto, nasceu em 1454. Estudou e trabalhou com pintores menores de Perugia. De acordo com Giorgio Vasari, que não nutria especial admiração por ele, Pinturicchio foi um assistente remunerado de Perugino.

Em Roma, travou conhecimento com pessoas influentes que lhe encomendaram diversos trabalhos. Executou murais na igreja de Santa Maria Aracoeli, no palácio do cardeal Della Rovere, nas capelas da igreja Santa Maria del Popolo e nos apartamentos do papa Alexandre VI. Sua situação econômica melhora consideravelmente e teve a alegria de ser nomeado Prior da Arte em Perugia. Sua vida se confunde com a vida política e artística da cidade. A família Baglioni lhe pede que decore as paredes da Capela Bela, na igreja de Santa Maria Novella, em sua Spello natal, o que fez entre o outono de 1500 e a primavera de 1501.

Antes de morrer ainda pintou, em Siena, as paredes da Libreria Piccolomini, onde retratou a vida do papa Pio II e, em Roma, a capela dos Della Rovere, na igreja de Santa Maria del Popolo. Faleceu em 1513, rico, mas amargurado pela solidão. Fim triste para um homem “surdo, baixinho e de aspecto insignificante”, mas que soube ser um grande artista.                                                                                                                   

Meu comentário: VEJA A FOTO NO ALBUM OBRAS DE ARTE USANDO O link : https://cid-7d793d92a8ba6f3b.skydrive.live.com/self.aspx/.res/7D793D92A8BA6F3B!392/7D793D92A8BA6F3B!2944