Olá!

Indico a leitura do seguinte texto publicado no Globo Online: Poema da noite : Vento, Água, Pedra – Octavio Paz (http://www.oglobo.com.br/pais/noblat/post.asp?cod_post=120850)

Data: 19/7/2008

Meu comentário:
Poesia singela que desce como vinho generoso .Tem a força da ingenuidade que atinge corações puros !